Imprensa

Consultora dá dicas para você obter sucesso na carreira profissional

Entenda o que é consultoria de imagem e como isso pode alavancar seu desempenho no trabalho e mudar a forma com que os outros te enxergam

imagesA consultora de imagem Lourdes (Lula) Kiah, fundadora da The Image Consulting Company, com sede em Chicago (EUA), estará em Curitiba entre os dias 17 e 18 de outubro para promover seminários sobre beleza, moda e estilo em ambientes corporativos.

Em seu trabalho, a profissional já atendeu mais de 4 mil pessoas e empresas internacionais, como o McDonald’s, Pepsico, IPADE , ewn International, Universidade de Notre Dame, da Câmara de Comércio de Bogotá, as Forças Armadas em Bogotá e Sudário University.

Conversamos com com ela para pedir dicas fáceis de não errar ao escolher o look do trabalho.

Como uma mulher descobre o seu estilo?

Conhecendo a si mesma. Não se trata de impor regras, mas para considerar a estética pessoal é preciso entender os seus objetivos e o ambiente em que você convive.

Isso não pode soar forçado demais?

Não falo para as pessoas serem superficiais, vaidosas ou falsas. Você não está enganando as pessoas, está simplesmente definindo um ambiente físico e emocional para o sucesso. Sua apresentação (forma com que se veste e se comporta) é percebida muito antes do que o seu jeito ou caráter.

Você acha que a forma de vestir pode influenciar na carreira profissional?

Sim, inclusive pode ser decisiva para a atribuição de um salário. Analisei diversos estudos que comprovam isso. Em um deles, currículos idênticos foram enviados recrutadores, junto com várias fotografias dos entrevistados. Os salários iniciais variaram entre 8 e 20% maior quando a imagem apresentada ao entrevistado foi profissional e com boa disposição.

Também interfere na maneira com que seus colegas te enxergam?

Quando você conhece alguém, se estiver bem vestido, pode fazer com que essa pessoa pense exatamente o que você gostaria que pensassem sobre você. O primeiro passo para criar uma imagem profissional e de credibilidade é perceber que você pode controlar a opinião dos outros. Aí você deve se vestir e agir de uma forma que passe a impressão aos outros da experiência, seriedade e conhecimento que tem.

Mas e especificamente com o trabalho?

A maneira como você se veste afeta o desempenho em qualquer profissão. Antes da gente dizer qualquer palavra, a nossa imagem envia 80% da mensagem. Nossa imagem é uma forma de projetar credibilidade e confiança.

Como funcionam as suas dicas?

Elas são relacionadas a muita coisa e com cada parte do corpo, principalmente a cor do cabelo. Nós temos um pigmento original, que pode ser vermelho, amarelo ou marrom. Acho importante conhecer isso, por isso a primeira coisa que faço numa consultoria é pedir uma foto do cliente de quando ele tinha 3 ou 5 anos. Aí eu começo a trabalhar uma reforma. A primeira coisa que enfatizo é a importância do sorriso. Quando uma pessoa sorri, ela parece mais agradável, jovem e disposta a interações.

É preciso muito dinheiro para se vestir bem?

Não. Muitos dos clientes que atendo têm o orçamento limitado. O meu trabalho como consultora é justamente combinar o que a pessoa já tem. Faço uma análise do guarda-roupa do cliente e ajudo a combinar peças de acordo com a proporção do corpo. Sempre tento valorizar o que a pessoa tem de mais bonito e disfarçar imperfeições, como um braço muito grande, quadril avantajado…

Como você trabalha o seu conselho para cada pessoa?

Uma consulta é composta por duas etapas: a primeira para que a pessoa compreenda a si mesma, seja por meio de fotografias, medições ao redor de todo o corpo… Com o contato direto eu posso conhecer o estilo de vida, ocupação, tudo isso. Eu passo quase quatro dias depois da entrevista inicial fazendo uma análise com relação ao corte de cabelo e a cor. A segunda parte consiste em adquirir o traje correto (por meio da assistência de compras) para colocar o conhecimento teórico em prática.

Dicas para se vestir bem no trabalho:

Menos é mais

Prepare-se para adaptar seu guarda-roupa para o sucesso, mas não exagere. Ângulos agudos, roupas apertadas, alto contraste e obreiras deixam o visual pesado e chama atenção demais. Prefira formas mais delicadas, um contraste menor de cores, estruturas mais naturais e saltos clássicos. Mesmo que as ombreiras estejam na moda, é melhor guardar as peças em seu guarda-roupa. A função da ombreira é para equilibrar o corpo de forma invisível.

Minimize os acessórios

Muitas pulseiras, brincos longos e cintos marcantes podem diminuir a credibilidade de uma mulher. Prefira peças mais simples e com formas fortes.

Cuidado com a sensualidade

Se dedicar ao mundo dos negócios não significa perder a feminilidade, mas não abuse. Você até pode vestir uma saia, mas não com uma abertura grande na coxa ou muito curta.

Não seja elegante demais

Se vestir de forma muito mais elegante que as pessoas que estão ao seu redor é um erro, a não ser que você trabalhe com moda ou entretenimento. Se você se veste assim, passa a impressão de que se veste para chamar atenção e tende a causar incertezas quanto ao seu nível de profissionalismo.

Evite decotes

Quanto mais você mostra a pele, menos você é considerada profissional. Evite tops que chamam atenção para os seios.

Não fique no preto

As cores escuras são autoritárias, mas usá-las todos os dias denota falta de criatividade. Adicione um pouco de cor para dar vida ao seu uniforme profissional.

Serviço
Seminário com Lula Kiah. Dias 17 e 18 de outubro, no Hotel Bourbon. Inscrição: R$ 120 por seminário (serão seis, ao todo). Confira a programação completa em nosso site e pelo telefone (41)9972-3613 (Rosicléia).

O evento será em prol do Centro de Educação Profissional Os Pinhais (http://www.ospinhais.com.br/). Venha participar dos seminários e aproveite a oportunidade para colaborar com mais um projeto mantido pela Asec.

Veja a matéria completa no site da Gazeta, pelo link

http://www.gazetadopovo.com.br/viverbem/beleza/conteudo.phtml?tl=1&id=1412039&tit=Consultora-da-dicas-para-voce-obter-sucesso-na-carreira-profissional

Seminário de Imagem Pessoal e Estilo

Confira reportagens sobre os Seminários de Imagem Pessoal e Estilo nos links abaixo:

http://www.gazetadopovo.com.br/m/conteudo.phtml?id=1409998&tit=Expert-em-imagem-pessoal-realiza-serie-de-seminarios-em-Curitiba

http://www.cinemaskope.com/expert-internacional-em-imagem-pessoal-e-etiqueta-corporativa-vem-a-curitiba-em-outubro/

Venha participar você também!

Gazeta – Vida na Universidade – 04 MAR 2013

Quando se aprende brincando – Voluntariado

Projeto Avance

As irmãs Ana Cristina e Ana Beatriz Nadalin utilizam jogos e música para ensinar português e matemática a crianças carentes


Universitárias de diferentes instituições se unem para oferecer reforço escolar de forma lúdica em escola municipal de Curitiba

Uma iniciativa de estudantes de diferentes faculdades de Curitiba tem ajudado crianças da rede municipal de educação a progredir na escola de forma lúdica, sem acrescentar custo algum às famílias. O Projeto Avance é dirigido por universitárias que frequentam o Centro Cultural Igaraçu, uma instituição de apoio a universitárias, e seu foco é o reforço escolar em português e matemática, oferecido na forma de brincadeiras, jogos e música.

Há três anos, estudantes atuam na Escola Municipal Tanira Regina Schmidt, no bairro Abranches, com os professores que participam do Comunidade Escola, programa que promove atividades nas escolas municipais aos fins de semana. O grupo formado por seis voluntárias recebe informação dos professores sobre quais são os alunos que precisam de mais ajuda e os convidam a participar das ações.

O desenvolvimento das crianças é a principal motivação das voluntárias. “A gente só quer passar um pouco do que temos para essas crianças, aplicar o que aprendemos na faculdade em benefício delas”, conta Ana Cristina Nadalin, aluna do curso de Pedagogia na Universidade Federal do Paraná e coordenadora do projeto há dois anos.

A iniciativa é aberta a qualquer universitária que queira ajudar, mas antes de participar das atividades é preciso passar por um treinamento sobre metodologia pedagógica oferecida pelas integrantes mais experientes do projeto. Como se trata de uma atividade extracurricular, a participação das crianças é facultativa. Mesmo assim, a média de 20 crianças por encontro é vista como positiva por Ana Cristina. Os encontros ocorrem nas manhãs de sábado, durante o ano letivo. O projeto atende alunos do 2.º ao 5.º ano do ensino fundamental.

Gazeta – Caderno G – 06 nov 2012

Grandes obras para grandes causas

Alvaro Siviero

O pianista Alvaro Siviero toca os dois concertos para piano e orquestra de Liszt com a Orquestra Filarmônica do Paraná hoje, no Guairão.

Pelo menos duas razões trazem novamente o pianista Alvaro Siviero a Curitiba com um repertório dos mais difíceis nas mãos.

Primeiro, a determinação do pianista em agitar a vida musical da cidade. Siviero, que morou 18 anos em Curitiba (há três voltou para São Paulo), toca os dois concertos para piano e orquestra de Franz Liszt (1811-1886) hoje, às 20h30, Guairão, com a Orquestra Filarmônica do Paraná.

A segunda motivação para a apresentação é o caráter beneficente. A renda da apresentação será integralmente revertida para a Escola do Bosque e a Escola Mananciais, da Associação de Educação Personalizada, em Curitiba, e para a entidade mantenedora do Centro de Educação Profissional os Pinhais (www.ospinhais.com.br), em São José dos Pinhais – instituições que o músico conheceu pessoalmente. O convite partiu da empresa Panco.

“Todo mundo é igual no geral, mas o que faz a grande diferença é o detalhe. Para se fazer música de qualidade, o ingrediente principal é amor, porque é uma linguagem que fala diretamente ao coração. E foi amor o que eu viu nessas duas instituições – amor pelo trabalho, pelas pessoas, pelo zelo e pelos detalhes”, compara Siviero.

Veja a matéria completa no site da Gazeta, pelo link http://www.gazetadopovo.com.br/cadernog/conteudo.phtml?tl=1&id=1315280&tit=Grandes-obras-para-grandes-causas

Gazeta – Vida e Cidadania – 18 OUT 2012

Programas capacitam jovens carentes para o mercado de trabalho

Alunas hotelaria

Hotelaria

Outro projeto que tem investido na formação de jovens é realizado na Colônia Murici, em São José dos Pinhais. Lá, a dedicação das alunas faz com que o número de moças que iniciam o curso técnico de Hotelaria com Ênfase em Serviços seja praticamente o mesmo de formandas, dois anos depois. Com um teste seletivo bastante criterioso, o Centro de Educação Profissional Os Pinhais define quem serão as jovens, de 16 a 23 anos, que morarão na escola e terão todas as suas despesas com acomodação, enxoval, uniforme e alimentação custeadas durante o curso. “As meninas moram na instituição e durante todo o tempo estão aprendendo sobre postura e a conviver em grupo”, explica a coordenadora do curso, Virgínia Kleine Albers.

O centro é mantido pela Associação de Promoção Social, Educação e Cultura (Asec), entidade sem fins lucrativos. Por mês cada aluna custa de R$ 700 a R$ 800, mas solicita-se uma ajuda de R$ 150 para as famílias das estudantes. “As que não podem pagar acabam ganhando bolsas de estudos de pessoas da comunidade ou dos hotéis e restaurantes que são nossos parceiros.”

Veja matéria completa no link http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=1308845&tit=Programas-capacitam-jovens-carentes-para-o-mercado-de-trabalho

Cidadania

Matéria publicada no jornal “A Notícia – Bacacheri” edição de 19 de maio de 2012

noticia_bacacheri

Show Beatles Machine

17/04/2010 – Jornal Gazeta do Povo

17_04_2010 Gazeta do Povo

Evento – Moda, estilo e significado

05/02/2005 – Matéria publicada no Jornal Gazeta do Povo

05_02_2005 Gazeta do Povo Pag 10

Capacitação Profissional

14/07/2000 – Matéria publicada no Jornal Gazeta do Povo

14_07_2000 Jornal do Estado

Educação

12/12/1999 – Matéria publicada no Jornal Gazeta do Povo

12_12_1999 Gazeta do Povo